MANTRA (Nando Reis)





Mantra

Nando Reis

Quando não tiver mais nada
Nem chão, nem escada
Escudo ou espada
O seu coração
Acordará
Quando estiver com tudo
Lã, cetim, veludo
Espada e escudo
Sua consciência
Adormecerá
E acordará no mesmo lugar
Do ar até o arterial
No mesmo lar
No mesmo quintal
Da alma ao corpo material
Hare Krishna Hare Krishna
Krishna Krishna
Hare Hare
Hare Rama
Hare Rama
Rama Rama
Hare Hare
Quando não se tem mais nada
Não se perde nada
Escudo ou espada
Pode ser o que se for
Livre do temor
Hare Krishna Hare Krishna
Krishna Krishna
Hare Hare
Hare Rama
Hare Rama
Rama Rama
Hare Hare
Quando se acabou com tudo
Espada e escudo
Forma e conteúdo
Já então agora dá
Para dar amor
Amor dará e receberá
Do ar, pulmão
Da lágrima, sal
Amor dará e receberá
Da luz, visão
Do tempo espiral
Amor dará e receberá
Do braço, mão
Da boca, vogal
Amor dará e receberá
Da morte
O seu dia natal
Adeus Dor
Adeus Dor
Adeus Dor
Adeus Dor
Hare Krishna Hare Krishna
Krishna Krishna
Hare Hare
Hare Rama
Hare Rama
Rama Rama
Hare Hare


  



Nando Reis estava muito inspirado quando escreveu essa canção. Com leveza, profundidade e simplicidade, esse grande artista, usando todo poder de síntese dos grandes avatares, retratou a dinâmica da consciência com muita perfeição. Demonstrou de forma poética que qualquer possibilidade de alcançar-se a plenitude está condicionada ao desapego e a renúncia.

Quando entendermos que os escudos, as espadas, o próprio chão e as escadas que utilizamos em nossa saga terrena em algum momento deverão se transformar em instrumentos desnecessários, quando pudermos nos sentir livres de toda possibilidade de reação e permitir que o próprio Universo nos guie, com certeza, a nossa consciência acordará.

Entretanto, enquanto estivermos com tudo, espada, escudo, etc... continuaremos presos aos condicionamentos do ego, escravos das emoções, orientados pelos instintos e, consequentemente, adormecidos. 

Enquanto estivermos presos ao pensamento, enquanto a mente, que deveria ser um rédea controlada por nossa consciência cósmica (Self), continuar a serviço das emoções, reproduzindo programas criados pelo desconhecimento da Ordem Universal, certamente, continuaremos presos nessa Matrix.

Vejam que ele diz "da morte o seu dia natal". O que poderia ser mais perfeito do que entender a morte como um renascimento. Em muitas tradições, a morte é tratada com a mesma devoção e reverência concedida aos deuses de primeira grandeza. Faz parte inclusiva da tríade sagrada do hinduísmo, representada pelo Deus Shiva - o destruidor.

Jesus nos disse que deveríamos nascer de novo, com um novo espírito, disse isso na conversa com Nicodemos. Claro que ele só poderia estar falando da reencarnação, mas vejam que é possível entender a necessidade deste propalado renascimento dentro de um âmbito mais profundo. 

A canção fala da lei de ação e reação de uma forma linda: "amor dará e receberá". Não temos dúvida disto, aliás, trata-se de uma Lei de Newton, mas, antes disso, em toda antiguidade já se falou sobre a reação que ocorre na mesma qualidade e intensidade de uma ação. 

É realmente um Mantra, à altura dos mantras védicos.

HARI OM TAT SAT


Autor: Paulo Tavarez
   
Terapeuta Holístico, Palestrante, Musico, Instrutor de Yoga, Pesquisador, escritor, nada disso me define.
Eu sou o que Eu sou!

E-mail: paulo.tavarez@cellena.com.br







Comentários

Últimos artigos

Captação Psíquica

Desperte o Leão que existe em você

Plenitude

Tudo está em você