Você é a mudança


Quanto mais estúpido, mais agressivo, mais violento for o indivíduo, mais ele precisa de ajuda. Se você não olhar desta forma, talvez precise de ajuda também.

Você quer combater a violência com ações violentas, tudo bem, mas nesse sentido, onde você se diferencia? 

Ao querer tratar a ignorância com julgamentos, execrando e classificando as pessoas, será que você não estaria sendo ignorante também?

O Estado que aplica a pena de morte é tão assassino quanto o assassino que está sendo executado. Se você for a favor dessa ignomínia, saiba que você é um criminoso, pois as leis são criadas para atender as demandas daqueles que pensam assim, como você. Cada tiro na nuca de um infrator terá o seu dedo.

Você quer a morte para compensar a morte? Tudo bem, mas nesse sentido você ainda está acreditando na Lei Mosaica do ‘Dente por dente, olho por olho’, só não percebeu. A tese de que violência gera violência não é verdadeira, pois as reações de cada um apenas denunciam sua real condição emocional. Nenhuma pessoa verdadeiramente pacífica pode ser afetada e reagir de forma violenta às contrariedades.

Acredito que você não entendeu o que foi a Boa Nova ou talvez não saiba o que é a Lei do Amor. Nesse sentido, você não é cristão, você é um fariseu que não despertou ainda, pois está preso aos conceitos primitivos de sociedades violentas, como aquelas que saíram do Egito e que precisavam desses mecanismos para se organizarem.

Precisamos subir esse degrau e usarmos ações pacíficas para mudar o mundo. O mundo só estará em paz quando refletirmos essa paz. Como diria Francisco de Assis: “Para pregar a paz, primeiro você deve ter a paz dentro de você”. 

Precisamos mudar os hábitos violentos que nutrimos como algo normal, começando pela alimentação. A matança institucionalizada no mundo é algo que merece ser analisada de forma racional. Não há meios de mudar o mundo sem mudar o paradigma instalado.

Faça o bem, ajude os que estão nas trevas da ignorância, auxilie aqueles que sofrem com desequilíbrios emocionais, saia detrás dessa trincheira e abrace o outro, use a sua luz para iluminar tudo ao seu redor. Não se acende uma candeia para colocá-la debaixo de um cesto, é preciso que se coloque no velador para iluminar a todos os que estiverem na sala. 

Não é preciso pegar em armas, incitar revoluções ou combater aqueles que não se ajustam às suas expectativas; basta dizer não. Não é preciso lutar, basta cruzar os braços. Parece estranho, mas Gandhi libertou um país inteiro com a não-violência e com a desobediência civil. Winston Churchill dizia que preferia enfrentar 10.000 hitlers do que um Gandhi e ele tinha razão. O poder da luz será sempre maior do que o suposto poder das trevas. 

Não existem trevas, existe apenas uma ausência de luz. Qualquer lugar que nunca viu luz será iluminado no momento em que uma luz for acendida.

Não acredite no mal, tudo é Divino, tudo é maravilhoso, apenas o seu olhar sobre as coisas é que preciso mudar.

Os olhos são o espelho da alma e a luz do corpo. Se seus olhos forem bons, todo o seu corpo será iluminado, portanto, pare de problematizar, pare de reagir, viva a vida com a graça da aceitação, compreenda o outro e ajude naquilo que for possível. A gasolina está cara, use a bicicleta, vá a pé, mas não aceite. Não é preciso barricadas, manifestações ou críticas. Medir forças contra o mal apenas reforça o inimigo. Faça a sua parte, não importa o que os outros façam, você será um exemplo que irá mudar o mundo.

A mudança começa sempre em você!



Autor: Paulo Tavarez
   
Terapeuta Holístico, Palestrante, Musico, Instrutor de Yoga, Pesquisador, escritor, nada disso me define.
Eu sou o que Eu sou!

E-mail: paulo.tavarez@cellena.com.br

Comentários

Últimos artigos

Captação Psíquica

Desperte o Leão que existe em você

Plenitude

Tudo está em você