Você é o problema!




Não existe nada de errado com o mundo, não existe nada de errado com as pessoas, todos os problemas só existem dentro de você, é você quem problematiza, você quem qualifica os eventos externos com os quais se envolve. 

Aquele vizinho chato, aquele parente intratável, aquele emprego sufocante, enfim, todos os fenômenos da existência são qualificados por você. Seja de forma positiva, negativa ou neutra, tudo acontece dentro de você, nada acontece do lado de fora, pois do lado de fora só existem informações, quem determina o teor dessas informações é você, fazendo uso dos seus recursos emocionais, reagindo de acordo com os seus condicionamentos e classificando de acordo com os seus valores.

Acorde meu amigo, você é o problema! Portanto, a primeira coisa a ser feita é deixar de procurar culpados e assumir a responsabilidade plena sobre o sofrimento. 

Aquele vizinho chato, pode não ser chato para outras pessoas, aquele parente intratável pode não afetar outras pessoas e o emprego sufocante pode ser maravilhoso, também, para outras pessoas. O mundo é uma residência que foi construída e está sendo habitada por você. Você é o engenheiro, o arquiteto e o valente primeiro morador dessa morada. 

É inútil querer mudar o mundo, é inútil querer mudar as pessoas, sabe por quê? Porque o problema nunca esteve do lado de fora, sempre esteve dentro de você. Não há nada de errado com o mundo, com as pessoas, com os políticos, com os governantes, assim por diante, tudo é informação, quem decide como lidar com isso é o próprio indivíduo. 

Sei que estou sendo prolixo, repetitivo, mas estamos diante da maior verdade desse novo milênio. Se eu fosse um renomado cientista alemão ou americano, com um currículo respeitável, trazendo essas mesmas informações, muito provavelmente, estaria sendo convidado para conferências ao redor do mundo, no entanto, sou um simples professor e percebi isso através dos inúmeros atendimentos na psicapometria, ou seja, a própria pratica terapêutica acabou revelando que todo o problema tem uma raiz emocional no inconsciente e é essa raiz que se lança como grande responsável por todos os condicionamentos e atuam da construção do caráter do indivíduo. 

Enquanto você viver alterando o comportamento, mudando de humor, insistindo em julgar as pessoas e sofrer com os acontecimentos ao seu redor, estará distante da realização. A verdadeira felicidade só poderá ser conquistada quando você for equânime, comedido, sensato, tranquilo e não ser vítima destas perturbações. 

Perdoar, aceitar, compreender, são algumas das ferramentas que deverão ser usadas nesse processo de reconstrução da consciência, porém, haverá um momento em que não será mais necessário perdoar ninguém, simplesmente, por que você não irá ofender-se ou afetar-se com nada. 

Entendem agora o que significa oferecer a outra face? Todo o ensinamento do Mestre Jesus se apóia nessa verdade: somos nós que precisamos acordar e renunciar o mundo. Somos nós que precisamos negar o mundo e segurar a própria cruz.

Tudo começa e termina em sua mente. Aquilo que não tem começo nem fim, é você.




Autor: Paulo Tavarez
   
Terapeuta Holístico, Palestrante, Musico, Instrutor de Yoga, Pesquisador, escritor, nada disso me define.
Eu sou o que Eu sou!

E-mail: paulo.tavarez@cellena.com.br

Comentários

Últimos artigos

Captação Psíquica

Desperte o Leão que existe em você

Plenitude

Tudo está em você