segunda-feira, 5 de agosto de 2019

Nunca houve nada de errado contigo




Seu problema é a imaginação, só isso. Você não consegue ser quem você é, então começa a imaginar-se outra pessoa. Você está sempre imaginando-se mais poderoso, bonito, próspero, popular, etc. e não consegue perceber que, com isso, entra em um mundo imaginário. Você simplesmente deixa de pertencer a realidade e passa a flutuar no samsara como uma pena conduzida pelo vento das circunstâncias. Deixou de viver no coração, onde está o trono do ser, para viver na mente, onde reina o demônio do ego. 

O coração é representado em grandes mitos, como a Ítaca de Ulisses, o Shangrilá perdido, a Casa do Pai, o Velo de ouro, o graal de Percival, etc. É o lugar de descanso do guerreiro, é a fonte da juventude, o verdadeiro Reino de Deus. 

O coração é a fonte da Verdade e do Real, quando nos distanciamos dele entramos na toca do coelho, mergulhamos em no reino de Alice, onde só sairemos com grandes enfrentamentos de nós mesmos. 

O primeiro sintoma daquele que se abandona é justamente esquecer quem de fato ele é. Ao deixar o coração e identificar-se com um personagem qualquer imaginado, o homem perde a conexão com o próprio Eu e passa a obedecer aos impositivos de desejos, sonhos, necessidades e ambições. 

Por que você não conseguiu aceitar-se? O que havia de errado com você? Já parou para se perguntar? 

Nunca houve nada de errado contigo, você apenas não entendeu os objetivos das experiências propostas pela Vida. Achou melhor refugiar-se na ilusão do que encarar a realidade e viver aquilo que foi determinado pelo próprio Universo para o seu crescimento.

Você recebeu uma moeda e a enterrou, como o talento enterrado na parábola. Não quis multiplicá-la, não quis enfrentar os desafios da falta de dinheiro, beleza, oportunidades, etc. achou melhor desistir e fugir de si mesmo, passou a imaginar-se diferente e perdeu-se na ilusão. Você foi apenas um covarde e a sua covardia não resolveu o seu problema, pois a dura realidade não mudou, talvez você tenha conseguido maquiá-la um pouco, mas não houve avanço, pois a Vida não está nem um pouco preocupada com a sua rebeldia. 

Aceitação é a palavra de ordem para a mudança. Não importa o tamanho do seu problema, ele só poderá ser solucionado com aceitação, pois para aquilo que não há solução, solucionado está. 

Volte pra casa, seja você mesmo, deixe de imaginar-se algo que você não é, o primeiro passo será sempre o passo da humildade e é justamente no uso dessa virtude que fará você encontrará forças para enfrentar os obstáculos dessa experiência. 

Se existe algo divino no Universo, esse algo é você. Pare e pense. Você é eterno, consciente, perfeito, indestrutível, incontaminável e pleno. Essa é a sua Verdadeira Natureza. Mesmo que você não concorde e acredite apenas na realidade corpo-mente, nada irá mudar isso.

Diga não a tudo isso e trate de acordar!



Autor: Paulo Tavarez Terapeuta Holístico, Palestrante, Musico, Instrutor de Yoga, Pesquisador, escritor, nada disso me define.
Eu sou o que Eu sou!
E-mail: paulo.tavarez@cellena.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ultimo Artigo

O que o Yoga não é

Yoga significa união. A raiz “jug” da palavra em sânscrito, significa jungir (unir). O propósito do yoga é a união com o Absoluto, a re...

Últimos artigos